Presidente Sérgio Meira convida ídolo da década de 80 para chefiar delegação do Botafogo

Presidente Sérgio Meira convida ídolo da década de 80 para chefiar delegação do Botafogo

A próxima quarta-feira (4) será marcada pelo retorno do Belo ao local que foi palco de uma façanha que entrou para história, o 2 a 1 em cima do Flamengo no Maracanã.


O presidente Sérgio Meira, logo após a rodada da primeira fase da Copa do Brasil, ainda no Ceará, ligou para o ex-meia da equipe Alvinegra da década de 80 e como forma de homenagem, convidou o professor Magno para chefiar a delegação que irá ao Rio de Janeiro enfrentar o Fluminense no Maracanã. 

"Foi com muita alegria e honra que recebi esse convite do presidente Sérgio Meira", disse Magno.


De acordo com o historiador do clube, Raimundo Nóbrega, a estreia do Belo no Maracanã foi justamente contra o Fluminense, na série A de 1976. "Estávamos invictos há 5 jogos na competição. Derrotamos o Vitória da Bahia por 1x0, empatamos com o Botafogo carioca em 0x0 e ganhamos do Treze por 2x0, em jogos no Almeidão. Fora de casa, empatamos em 0x0 com o CRB, no Rei Pelé, e derrotamos o Fluminense de Feira de Santana por 1x0, na Joia da Princesa.  E chegamos com esse currículo ao Maracanã, na noite de uma 4a feira, na primavera de 1976, no Templo Sagrado do futebol brasileiro. Tínhamos um grande time, montado por José Flavio Pinheiro Lima, quando trouxe Vinicius, Zé Luiz, Lucas e Roberto Viana, aspirantes do São Paulo, que se juntaram a craques como Fantick, Kalu, Baltazar, Reinaldo e Vandinho que aqui já estavam, quando conquistamos o bicampeonato da Paraíba", contou Raimundo. 

Agora, Fluminense e Belo se enfrentam novamente, desta vez, valendo uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil.